sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

A DIFERENÇA QUE JESUS FAZ

“Com este, deu Jesus princípio a seus sinais em Caná da Galiléia; manifestou a sua glória, e os seus discípulos creram nele”.
João 2:11

O casamento é o palco onde se desenrolam os grandes dramas da vida. O casamento é o sonho de uns e o pesadelo de outros. É lugar de vida para uns e também antessala da morte para outros. É na família que celebramos as nossas vitórias e é também nela que curtimos a nossa dor mais amarga. Mas existe a solução.

A maior necessidade das famílias hoje é da presença de Jesus. Seu lar pode ter tudo: dinheiro, conforto, saúde, amigos e prosperidade, mas se Jesus ainda não é o centro da sua vida e do seu lar, está faltando a pessoa mais importante.

Quando Jesus está presente, os problemas acontecem. Jesus estava entre os convidados, mas o vinho acabou na hora da festa. O vinho é símbolo da alegria. Muitos casamentos estão caminhando pela vida sem o vinho da alegria. Há famílias que mesmo pertencendo ao Senhor, curtem a dor da separação, vivem o estigma da desarmonia e não conseguem experimentar a verdadeira alegria na vida familiar.

O segredo da felicidade conjugal, portanto, não é a ausência de problemas, mas ter sabedoria e pressa para levar os problemas a Jesus. Muitos casais ao entrarem em crise, buscam solução onde não há solução. Precisamos levar os problemas da família e deixá-los aos pés de Jesus, pois nele, o milagre da transformação acontece.

Ore

Senhor, renova os sonhos daqueles que acreditavam numa vida conjugal feliz. Eu creio que quando Jesus age, o amor é restaurado, a alegria volta a pulsar e a família experimenta os milagres do céu. Amém.

Pense

Quando Jesus reina na família, a vida conjugal se torna 
embalsamada por um amor mais maduro e sublime.

2 comentários:

Giselle Reis disse...

Adorei a mensagem ótima pra refletirmos, afinal os valores de casamento e família estão tão mudados, seu blog e muito interessante
abraço

Titiça Neder disse...

Olá Giselle!

É verdade os valores estão distorcidos totalmente, é grande o número de pessoas infelizes, no casamento, na profissão, na criação de filhos, e a solução é mais simples que muitos de nós imaginamos, priorizar nosso tempo com Deus e com pessoas, pararmos para ouvir o que Deus quer de nós e tem para nós, parar para brincar com os filhos, fazer um carinho no marido, olhar para o outro com o mesmo olhar que o Pai olha para nós, com misericórdia, quantos conflitos poderíamos resolver se apenas abrissemos mão de "nossos" direitos, nossas vontades, não é mesmo?

Passe sempre por aqui, querida.

Beijos